Translate

domingo, 3 de julho de 2016

Imperfeição inglória

Para se ser,
Realmente,
Livre de facetas
É preciso deixar o abstrato
Para tomar forma concreta.

Para que a luz penetre,
Dando luz ao ser
É preciso
Comece
Brilhando a quem vê.

Para se ser verdadeiro,
- Passando verdade -
É preciso ultrapassar o ego
E todo o resquício de vaidade.




Para se SER
Enfim,
No fim da trajetória
É preciso o amor vença,
Sobre a imperfeição inglória!”


(Paula Coelho, 30 de Setembro de 2015)

Sem comentários:

Enviar um comentário